10 de out de 2012

Porcupine Tree " Stars Die " The Delirium Years

Sabe qdo criança dá aquele show pra chamar atenção da mãe em supermercado?
Xilique mesmo!!!!!!!
Um dia dei uma bronca numa que calou rapidinho, mas ela esperneava no chão, gritava, chorava e a mãe nem aí,rs

O que tem a ver com nosso post de hoje?

Queria fazer o mesmo, ré,ré,ré e ninguém me dar bronca me deixar xingar essa merda de internet que um dia o upload tá o dobro do down e no outro vc não tem força pra subir uma imagem pra postar, que merda......

Aquilo vai te dando um nervoso porque são anos assim e sei que não é só problema meu, perto da alcatéia que é servida por uma tal de net, a cidade para as vezes e não falo da roça onde fica nossa toca mas uma cidade onde gira uma boa parte do pib brazuca simplesmente não funciona a tal da net e só vê o pessoal chamando técnicos achando que é virus, problemas operacionais e etc e tal

Mas não, é a porra da maldição desse pais de fdps que tudo roubam pra implantar, onde é pra ter uma camada de 6 cm de asfalto eles passam 3, e embolsam o resto, a rod carvalho pinto tem um dos pedágios mais caros do país mas ela é subsidiada pela passagem de cabos de fibra ótica ligando os dois maiores pólos que é a capital a sj dos campos, os caras pagam uma puta fortuna, mas ainda assim o governo ainda fica com esse papo furado de manutenção e o escambau pra enfiar a faca na gente.

Bando de políticos corruptos do inferno que foram eleitos por traficantes e bandidos, todos ligados a máfias de lixo, de ônibus, de transportes variados e quem paga a conta somos nós que recebemos um serviço de quinta por um preço de primeira (se alguém duvidar, peguem os processos dos governos qdo assumem relativos aos serviços se lembrarão das famosas latas de molho com ervilha pelo dobro do preço, ônibus sucateados mas funcionando todo o governo dos caras, coleta de lixo que para no final de ano e tem de fazer contratação de emergência e se o prefeito não é o dono da que ganhar vai ser ou então já é sócio ou ganha "pedágio" e ainda capaz de me processarem como faziam no rádio, mas nunca deixei de falar e nunca perdi uma)

Aí desanima mesmo, vc querer fazer um simples post e cada dia essa merda funcionar de um jeito, antes lutei anos com o speedy e os técnicos me explicavam como era por dentro dos dgs, sucateados, onde um vinha e desligava o outro e o outro vinha e desligava aquele prq faltavam as famosas portas, mas vc sabia que pagando por fora vc consegue uma pra vc com até 10 mbs????????????

E chega nessas épocas eles vêm com a solução mas de dentro dos presídios de segurança máxima os caras continuam mandando no país, matam, ameaçam com os sequestros por telefone celular, negociam droga o qto querem e qdo dá ainda fazem fugas espetaculares que só uma segurança incompetente não vê que vai rolar, mas eles dizem que deixam pra ficarem um passo a frente e saberem dos planos da bandidagem e fazem cada vez mais leis brandas que torna o crime compensador, PORQUE SERÁ não??????????

Olha e ainda tô precisando de um so original com todas as versões do win 7, quem tiver e quiser subir agradeço prq isso tb não presta, essa é a melhor versão das janelas do sr gates, mas como dá pau meu pai, não é seu pc não, pode ser um 386 (ainda exite?)não é ele o culpado é a porra do so sim que já vem bichado e torna sua vida um inferno pra técnicos incompetentes ganharem a vida fingindo que entendem.

Já ensinei uma cambada como resolver problemas que eles estudaram pra aprender, mas continuo apanhando do so, por isso se quiserem fazer uma boa ação um aio do 7 original alguém tem?

Rá,rá,rá......(risos nervosos ao final do texto que leva de nada a lugar nenhum) e assim posso dizer que escrevendo e ouvindo me deliciei mais uma vez com o som desses caras que não conhecia mesmo, e com um nome mais doido que o Lynird Skyrnid, uns dizem que se refere á um porco espinho, outros inventam teorias mil e eles dizem que é de uma árvore em frente à um pub londrino que se chama Porcupine simplesmente, mas independente disso, mais uma vez com a mão do ZM aqui está um disco duplo que ele comprou na França (ulálá,rs)e compartilhou com esse lobo doido que agora vos posta.

E tenho dito....

Stars Die: The Delerium Years 1991–1997 is a double album compilation by British progressive rock band Porcupine Tree, first released in March, 2002. The cover is the same one used for Moonloop EP.

Amém!
Porcupine Tree é uma banda britânica formada em Hemel Hempstead, Hertfordshire, Inglaterra.

É o projeto musical de maior sucesso e projeção do músico Steven Wilson, como evidenciado pela popularidade da banda.

É constituída por uma mistura de rock progressivo, rock psicadélico, experimentalismo avant garde e heavy metal. Apesar disso, o vocalista Steven Wilson não possui a mesma opinião.

Ele cita que a música de sua banda é muito simples, sem elementos complexos.

A complexidade está na produção, na maneira como os álbuns são construídos

Em 1987, o Porcupine Tree começou como um projeto solo de Steven Wilson, e, de certo modo, nasceu como uma brincadeira.

Wilson cita que foi iniciado logo quando ele possuía dinheiro suficiente para comprar seu próprio equipamento para estúdio.

Também diz que quando você possui um estúdio em casa você faz coisas que não faria quando paga para usar um estúdio profissional, justamente pela falta de tempo disponível.

No início de 1989, Steven classificou algumas de suas gravações para compilar uma fita de oitenta minutos intitulada Tarquin's Seaweed Farm, que era acompanhada de um encarte de 8 páginas com informações sobre membros obscuros da banda, como Sir Tarquin Underspoon, Timothy Tadpole-Jones e Linton Samuel Dawson.

Wilson enviou cópias da compilação para pessoas que ele julgava interessadas no projeto.

Uma delas se dirigiu a revista britânica underground Freakbeat, dirigida por Richard Allen e Ivor Trueman.

Desconhecidos de Steven na época, eles estavam em processo de criar seu próprio selo musical.

Apesar de terem feito críticas negativas ao álbum na revista, eles convidaram o Porcupine Tree para contribuir em uma música para seu primeiro lançamento, um álbum de compilações dos melhores grupos de música psicodélica no meio underground.

Em 1990, Wilson pode tornar a música sua carreira, quando seu outro projeto No-Man assinou contrato com gravadoras de respeito.

Este projeto recebeu boas críticas da imprensa. Livre de seu antigo trabalho, Steven começou a distribuir a música do Porcupine Tree através da fita sucessora, The Nostalgia Factory, acompanhado novamente de livretos com uma história imaginária sobre a banda e outras informações de fantasia.

As fitas provocaram interesse no meio underground.

Logo depois, Steven foi convidado pelo novo selo para ser um dos primeiros artistas a assinar contrato com a Delerium.

O convite original era para relançar as duas primeiras fitas em um álbum duplo, mas Steven decidiu compilar o melhor material em um álbum que se tornou o On the Sunday of Life.... O resto do material se tornou uma edição especial intitulada Yellow Hedgerow Dreamscape.

O próximo álbum da banda foi Up the Downstair.

A partir desse momento o perfil do Porcupine Tree era grande o suficiente para apresentações ao vivo.

Tanto que em dezembro de 1993 a banda começou a se apresentar em shows com Steven na voz e guitarra, Colin Edwin no baixo, Chris Maitland na bateria e Richard Barbieri no teclado.

Todos os três novos membros do grupo trabalharam com Steven em vários projetos antecedentes.

Essa nova formação formou uma boa química, como ilustrada posteriormente pelo álbum Spiral Circus, em 1997.

Lançado em 1995, o terceiro álbum da banda The Sky Moves Sideways se tornou um sucesso entre fãs do progressivo, com a banda sendo ovacionada com o Pink Floyd dos anos 1990. O álbum era uma experimentação melódica do rock.

Personnel:

Disc one:
Steven Wilson - vocals, all instruments
Richard Barbieri - electronics on track 8
Suzanne Barberi - voice on track 8
Gavin Harrison - drums on tracks 8 & 9 (rerelease only)

Disc two:
Steven Wilson - vocals, electric and acoustic guitars, keyboards, tapes, samples, mellotron, programming, bass on track 3, all instruments on track 6
Richard Barbieri - keyboards, electronics, synthesizers, hammond organ (except tracks 1, 3 & 6)
Colin Edwin - bass guitar (except tracks 3, 6 & 7), double bass on tracks 9
Chris Maitland - drums, percussion (except tracks 6 & 7), backing vocals on tracks 4 & 10

Stars Die : The Delerium Years 1991-1997
March 2002 (Delerium Records/Kscope SMADD0851)
Disc A - 1991-93

Radioactive Toy
Run through forests on a hot Summer day Trying to break down walls of numbing pain
Give me the freedom to destroy Give me radioactive toy
Taste the water from a stream of running death Eat the apple and cough a dying breath
Feel the sun burning through your black skin Pour me into a hole, inform my next of kin Run through graveyards on a dusty Winter day Spit the dirt out and try to say...

Nine Cats
The butterfly sailed on the breeze Past a field of barbed wire trees Where golden dragons chased around Pampered poppies on the ground Two silver trout sat way on high And watched a royal samurai Plant two black orchids in a box And strap it to a laughing fox A minstrel bought a crooked spoon He gave it to a blue baboon Who filled it full of virgin snow And watched it in the afterglow
Fat toad stood in his ballet shoes Teaching sixteen kangaroos How to skip across a lake They found it hard to stay awake A pharaoh played a merry tune And watched nine cats dance on the moon I didn't know what all this meant I didn't know why I'd been sent.
The Insignificance version of Nine Cats has the following additional verse at the end:
I threw 5 clocks down on my bed The chimes danced out on golden threads And turned to footprints on my wall Sequined tears began to fall
Past a field of barbed wire trees Where golden dragons chased around Pampered poppies on the ground Two silver trout sat way on high And watched a royal samurai Plant two black orchids in a box And strap it to a laughing fox A minstrel bought a crooked spoon He gave it to a blue baboon Who filled it full of virgin snow And watched it in the afterglow
Fat toad stood in his ballet shoes Teaching sixteen kangaroos How to skip across a lake They found it hard to stay awake A pharaoh played a merry tune And watched nine cats dance on the moon I didn't know what all this meant I didn't know why I'd been sent.
The Insignificance version of Nine Cats has the following additional verse at the end:
I threw 5 clocks down on my bed The chimes danced out on golden threads And turned to footprints on my wall Sequined tears began to fall

And the Swallows Dance Above the Sun
I'm sitting in the concrete I'm listening for a heartbeat I'm sitting in the painting I promised I'd be waiting I'm sitting in the window I'm listening to the wind blow I'm sitting in an hour glass I'm waiting for the march past
I'm sitting in the doorway I'm wishing for a new day I'm choking in the landscape I'm cutting through the red tape I'm sitting in the concrete I'm listening for a heartbeat
And the joke has crossed the line And the final word is mine And the mist has touched the wood And the words are understood And the sand has drifted high And the blind man gave a cry And the swallows dance above the sun And the swallows dance above the sun Yeah
I'm sitting on the ceiling I had to know the feeling I'm sitting in the shelter I'm going down helter skelter I'm sitting in the concrete I'm listening for a heartbeat
Every time I turn around There's another face watching me Every time I turn around There's another voice calling me Every time I turn around There's another fool reading me Every time I turn around There's another silence drowning me

The Nostalgia Factory
A Caterpillar crawled to me one day and said "Oh what the hell goes on inside your swollen head? I don't believe that you can see as much as I Now close your eyes and tell me what do you say?"
"I watched nine cats dance on the moon A flamingo stalked into my room It bowed its head to me and knelt To reveal the cards it had dealt An ace, three jacks, two queens, four kings Then turned them into burning rings The flames jumped out and chased four mice Caught by their tails they turned to ice
A cloud appeared outside my door And through the window saw four more And on the back of each cloud sat Two rainbow smiles in wizard's hats They threw five clocks down on my bed The chimes danced out on golden threads And turned to footprints on my wall Sequined tears began to fall"
The caterpillar gasped at me and said "My god if that's what's going on inside your head You can see so much more than I I think it's time to turn into a butterfly."

Voyage 34 - Phase One
[instrumental]

Synesthesia - extended version
I'm sending you a letter Because I don't think there's much time Time to lear the cobwebs Time to bear the crime
It's only a number It's only a death Another soldier died in action The telegram regrets
I'm lying on a stretcher They're lyring to my face There's no-one left to help me I'm just a waste of space
It's a matter of moments I'll be dead before you've read There's blood on the table And my back is full of lead

Phantoms
I look at all the sad story people Lost in the seasons passing them by Inside my head lies a life on an island Flooded with darkness deep into the sky
But they're only the strangers on a train Passing through my mind again and again
But it's lonely to stand in this heat Deep in the woods who knows who you'll meet But I didn't know the hill would be the steep And I didn't know the sea would be this deep
And I'm sorry I treat you this way
Deep inside the shell I crawl into Crying alone I know I'll get by Please stay away I just don't want to see you The things that you say I know they're all lies
But I don't understand what the story's about Explain to me please how the sunlight got out
Please don't leave me here Dreaming alone with phantoms

Up the Downstair
Sleep Until the colours dissolve Leave the dream to rain-soak forever In blessed moments Viewed from trains of half-truths
Monuments burn into moments Up into other worlds Other ascensions Without deep sorrow to endure
Black Sunday of sleep Open for small angel escapes Moved by buildings to tears They week in the rain Am I at home? Am I in heaven? Gentle Architecture

Fadeaway
I sat in the room with a view The girl in the photograph knew Can't you see? Why is she laughing at me?
I stumbled through the dark unaware The face in the hall isn't there Tomorrow has gone Where do the voices come from?
Watching the leaves as they blew Lost in the room with a view Climb the walls You did not know me at all
I fell through a hole in the floor The audience cried out for more Fadeaway It's just another day
Hit heaven far too high.

Rainy Taxi
[instrumental]
Disc B - 1994-97
Stars Die
The moon shook and curled up like gentle fire The ocean glazed and melted wire Voices buzzed in spiral eyes Stars dived in blinding skies
Stars die. Blinding skies.
Tree cracked and mountain cried Bridges broke, window sighed Cells grew up and rivers burst Sound obscured and sense reversed
Idle mind and severed soul Silent nerves and begging bowl Shallow haze to blast a way Hyper sleep to end the day

The Sky Moves Sideways - Phase One
We lost the skyline We stepped right off the map Drifted in to blank space And let the clocks relapse
We laughed the rain down Slow burn on the lawn Ghosts across the lawn Swallowed up the storm
Sometimes I feel like a fist Sometimes I am the colour of air Sometimes it's only afterwards I find that I'm not there
In the dream dusk We walked beside the lake We watched the sky move sideways And heard the evening break
Sometimes I feel like a fist Sometimes I am the colour of air Sometimes it's only afterwards I find that I'm not there

Men of Wood
Come together men of wood Burning sunsets where you stood Like three hats lying in the snow There's nowhere left for you to go

Light escaping through the door Leaking pain across the floor There's nothing more for me to say Men of wood turn white to grey

Sweet men of wood

Men of wood Where you stood
An old man sitting beside the pier Prepared himself to disappear He raised his head for one last look Then closed his eyes and left the book
Sweet men of wood
Waiting
Waiting... to be born again
Wanting... the saddest kind of pain Waiting for the day when I will crawl away
Nothing is what I feel Waiting... for the drugs to make it real Waiting... for the day when I will crawl away
Waiting... to be disciplined Aching... for your nails across my skin Waiting... for the day when I will crawl away

The Sound of No-one Listening
Colourflow in Mind
I cross the city backwards There's a lot of soul to find A million ways to loose control I've got colourflow in mind
I find a safer haven And get myself a line Feel the urge to climb the walls I've got colourflow in mind
Turn on, tune in, shut down It's a way to pass the time Check out of my braincell again I've got colourflow in mind

Fuse the Sky
Signify II
Every Home is Wired
Modem load and failsafe Electric teenage dust Hit the solvent keypad Start the neural rust
Power on the highway Data in my head Surfing on the network Part of me is dead
Every Home is Wired
Swimming in the circuit Somebody has expired This world will be the future
Every home is wired


Sever
Telepath Carbon trapped under stone Brother mother pale body is thrown Only way I know to have fun Fill up my blood, my veins, my lungs
ESP city - rainy and blue Burn down this town, I give it to you Aero shallow, photograph blind Stage fright, black light, coma divine
No sense of time Sever tomorrow Exitless mind - ESP Sever tomorrow
School out invective, losing my voice Film shredding on in multiple choice America calls, I must go Oprah saviour, I feel that low

Dark Matter
Inside the vehicle the cold is extreme Smoke in my throat kicks me out of my dream I try to relax but its warmer outside I fail to connect, it's a tragic divide
This has become a full time career To die young would take only 21 years Gun down a school or blow up a car The media circus will make you a star
Dark matter flowing out on to a tape Is only as loud as the silence it breaks Most things decay in a matter of days The product is sold the memory fades
Crushed like a rose In the river flow I am I know

CD1 tracks 6,7 and CD2 tracks 3 and 8 previously unreleased.
CD1 tracks 8, 9 and CD2 track 5 are new mixes.
The 3 remixed tracks do not differ substantially from the original versions but were remixed to improve the sonic quality and instrument separation.


PT 01
PT 02

Enjoy!!!!!!!!!!!!

5 comentários:

  1. Dead,

    A resenha está acidamente maravilhosa......

    O Porcupine Tree é um fenômeno musical que começou a carreira abrindo os shows do Marillion e agora as posições se inverteram...

    Steve Wilson é um gênio com uma criatividade tão grande que além do Porcupine Tree ele mantem mais duas bandas ("Blackfield" e "No Man")para dar vazão a sua inesgotável capacidade de escrever músicas....

    Se por acaso você ainda não teve contato com o álbum "Im Absentia", escute-o, pois ele é um marco da música moderna......

    Outro álbum que merece uma atenção e um a resenha sua, é o "Warzawa Live - 2004", simplesmente uma pintura.....

    Parabéns pela resenha......

    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir
  2. Bondade sua, obrigado, mas vc sabe que faço o que vem a cabeça, não me programo nem sei o que vou postar e simplesmente estravaso meus sentimentos e que bom que pelo menos não espanto o povo ainda,rs
    Vou ver suas dicas pode crer, gostei deles, o bom gosto do ZM é sempre inquestionável e ele acerta mais uma parece um blog que conheço.
    Enjoy!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Aí Dead, mais um excelente post e a resenha então.. Tenho prazer em vir aqui mesmo que seja só para degustar a leitura, reforço as palavras do também grande Gustavo, já escutei outros álbuns deles é realmente são muito bons, ouço toda semana.
    Abços, José Carlos

    ResponderExcluir
  4. Nossa !!!!!!!!!!Qto tempo irmão, sumido ou escondido? Espero que tudo esteja bem com vc e os seus, apareça mais os bons fazem falta fica na paz
    Enjoy!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Gosto demais do som dos caras,excelente post.Valeu amigo.

    ResponderExcluir